Voltar para Desembargadores

Des. Adalto Dias Tristão

 

alt
Des. Adalto Dias Tristão
(Curriculum Vitae)
Dados Pessoais
Nascimento: 19 de novembro de 1947
Naturalidade: Vila de São Francisco Xavier, em Afonso Cláudio – ES
Filiação:
Aderlindo Armondes Tristão (in memoriam)
Maria Dias Tristão
Esposa: Rosalina Campana Tristão
Filhos: Rodrigo Campana Tristão
Rômulo Campana Tristão
Rubens Campana TristãoFormação Profissional
É pós-graduado – Lato Senso – em Direito Civil e Direito Processual Civil, pela Universidade Gama Filho – RJ / Escola da Magistratura do Estado do Espírito Santo – agosto de 1993 a abril de 1994.
Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo – UFES – turma de 1972.
Cursou Inglês no Yázigi de Vitória e CCAA em Vila Velha.
Fez o curso Primário na Escola Pública da Vila de São Francisco – Afonso Cláudio.
Curso Ginasial – da 1° a 6° séries no Colégio Estadual de Afonso Cláudio e concluiu no Colégio Estadual de Linhares, para onde se mudou aos 12 anos de idade.
Cursou o 2° Grau no Colégio Estadual de Vitória, pois aos 15 anos mudou-se para a capital do Estado.
 
 
Cursos, Seminários e Congressos
Aula Inaugural do Curso da Escola de Magistratura do Espírito Santo, tema: “Reflexo do Erro Médico no Judiciário”, no Espírito Santo, em março de 2002.
1° Jornada Baiana e 1° jornada Norte – Nordeste de Medicina Estética, pela Sociedade Brasileira de Medicina Estética / Regional Bahia. Participou como palestrante da Conferência Médica e Defesa Profissional – tema: “Responsabilidade Penal do Médico”, em Salvador – BA, no período de 19 a 21 de agosto de 1999.
VI Congresso Brasileiro de Medicina Estética e III Jornada Paulista de Medicina Estética, pela Sociedade Brasileira de Medicina Estética / Regional São Paulo. Participou como Palestrante do Fórum “Responsabilidade Ética, Civil e Pena. Complicações e Erros Médicos”, em São Paulo – SP, no dia 4 de outubro de 1998.
XIV Congresso Brasileiro dos Magistrados, pela AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros, ACM – Associação Cearense de Magistrados, TJCE – Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em Fortaleza – CE, no período de 20 a 23 de setembro de 1995.
Seminário Justiça Federal – Análise de Imagem Institucional, pelo Conselho de Justiça Federal – Centro de Estudos Judiciários, em Brasília – DF, no período de 5 a 6 de dezembro de 1994.
XII Congresso Brasileiro de Magistrados, pela AMAGIS – Associação dos Magistrados Mineiros, em Belo Horizonte – MG, no período de 14 a 16 de novembro de 1991.
Seminário Internacional Poder Judiciário e Acesso à Justiça, pela Universidade Federal do Estado do Espírito Santo e Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas – CCJE, no período de 22 a 26 de junho de 1987.

Curso de Irretroatividade da Lei e do Direito, pela Escola de Magistratura do Estado do Espírito Santo, no período de 6 a 9 de abril de 1987.Curso de Processo Civil, pela IOB – Cursos de Legislação Empresarial, em São Paulo-SP, no dia 9 de abril de 1981.

 
 
Vida Funcional como Desembargador
É presidente da 2ª Câmara Criminal do TJES, desde janeiro de 2006;
Presidiu o Tribunal de Justiça no biênio 2004/2005, ocupando o cargo até 31 de dezembro de 2005.  A eleição para o cargo, foi por unanimidade, em 4 de dezembro de 2003, a solenidade de posse  22/12/2003;
Foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral – TRE – no Biênio 2002/2003. Presidiu as eleições para Presidente, Senador, Deputado Federal, Estadual e Governador, em 2002, quando o TRE/ES foi o primeiro do país a fornecer o resultado da apuração dos votos para Presidente.
Foi presidente da 1ª Câmara Criminal de 2002/2003.
Foi Corregedor-Geral da Justiça no Biênio 2000/2001.
Foi integrante da 1ª Câmara Cível, da 2ª e 1ª Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça.
Promovido por merecimento para o cargo de Desembargador do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, em 23/12/93.
Vida Funcional
Iniciou a vida profissional como Escrevente no Cartório do 2° Ofício de Vitória (antigo Cartório Lycurgo Resende). Trabalhou como auxiliar de escritório da firma Orlando Guimarães em Vitória/ES e também como funcionário do Banco Comércio e Indústria de Minas Gerais, agência de Vitória.
Aprovado em concurso para o Cargo de Taquígrafo do Egrégio Tribunal de Justiça – ES.
Em 1973, foi aprovado em 1° lugar no Exame da Ordem dos Advogados, e passou a atuar como advogado autônomo tanto na Grande Vitória como no norte do Estado, de 1972 até 1978.
Em 1979, foi aprovado em 1º lugar no concurso para Juiz Substituto do Estado do Espírito Santo. Como Magistrado, atuou em diversas Comarcas do Estado: Mucurici, Anchieta, Nova Venécia, Baixo Guandu, Aracruz, Linhares, São Mateus, Iúna (Ibatiba), Guarapari, Alfredo Chaves, Iconha, inclusive presidindo eleições em várias Comarcas.
Foi Juiz por 10 anos na Comarca da Capital, atuando na Serra, Cariacica, Vila Velha e Vitória, sendo que foi promovido por merecimento para o cargo de Juiz de Entrância Especial.
MagistérioFoi Diretor e professor de Escola de 1° e 2° Graus no Espírito Santo, nos anos de 1976 a 1979.
Como professor do ensino superior, lecionou na Unesc – curso de Direito da Fundação Gildásio Amado, em Colatina, de 1980 a 1982; na UVV, Centro de Ensino Superior de Vila Velha – Processo Penal ; e na Escola da Magistratura – Prática de Sentença Criminal.
Atua como professor da FAESA.
Obra EditadaÉ o autor do livro “Sentença Criminal”, editado pela Del Rey Editora, de Belo Horizonte, com distribuição em todo Território Nacional, e está na 5° Edição.HomenagensColar do Mérito Judiciário – Resolução n°06, aprovada em Sessão Plenária de 17 de maio de 1984, e publicada em 26 de maio do mesmo ano.
Consoante deliberação da Comissão Especial de Honraria e Mérito pelos relevantes serviços prestados ao Poder Judiciário – Recebido em 23 de dezembro de 1993 (Promoção para Desembargador).
Título de “Cidadão Panquense” – Recebido em 13 de maio de 1984 – conferido pela Prefeitura de Pancas.
Título de “Cidadão Vila Velhense” – Recebido em 23 de maio de 1993 – conferido pela Câmara Municipal de Vila Velha.
Título de “Cidadão Rionovense” – Recebido em 27 de agosto de 1994 – conferido pela Câmara Municipal de Alto Rio Novo.
Título de “Cidadão Vitoriense” – Recebido em 08 de setembro de 1994 – conferido pela Câmara Municipal de Vitória.
Medalha “Vasco Fernandes Coutinho” – Recebido em 23 de maio de 1997 – conferido pela Polícia Militar do Estado do Espírito Santo.
Título de “Cidadão Anchietense” – Recebido em 05 de junho de 1997 – conferido pela Câmara Municipal de Anchieta.
Condecoração “Amizade e Lealdade ao Quarto Batalhão de Polícia Militar” – Recebido em 05 de agosto de 1997 – conferido pela Polícia Militar do Estado do Espírito Santo.
Comenda “Professor Gilberto Galveias de Honra ao Mérito Educacional” em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à Comunidade Acadêmica do Espírito Santo – Recebido em 18 de dezembro de 1997 – conferido pelo Centro Superior de Ciências Sociais de Vila Velha – UVV.
Titulo de “Cidadão Colatinense” – Recebido em 21 de agosto de 1998 – conferido pela Câmara de Vereadores de Colatina.
Recebeu da AJUPES – Associação dos Juízes de Paz do Estado do Espírito Santo o “Título de Benemérito”, ao completar 170 anos de sua criação no Brasil.
Título de “Cidadão Laranjense” – Recebido em 13 de dezembro de 1999 – conferido pela Câmara Municipal de Laranja da Terra.
Titulo de “Destaque Municipal” – Recebido em 23 de maio de 2001 – conferido pela Câmara Municipal de Vila Velha.
Título de “Cidadão Vianense” – Recebido em 22 de julho de 2001 – conferido pela Câmara Municipal de Viana.
Título de “Cidadão Muniz-freirense – Recebido em 23 de novembro pela Câmara Municipal de Muniz Freire.
 

Desembargadores do ES  

Assista a entrevista com o Des. Adalto Dias Tristão