Sistema de precatórios é migrado para o sistema E-JUD

O novo procedimento já está em funcionamento.

No final de outubro, a Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça, com apoio do Banestes, realizou a migração do Sistema de Precatórios, que funcionava como um módulo do Sistema de Segunda Instância e contava com poucas funcionalidades para otimização de rotinas e gerenciamento dos processos, para o EJUD, em plataforma web, que possui mais recursos tais como assinatura eletrônica, modelos de documentos, movimentação em escaninhos, gerenciamento de prazos, publicação automática de atos no Diário da Justiça, relatórios estatísticos, possibilitando melhor eficiência na tramitação dos processos, redução nos prazos de tramitação e melhor gerenciamento dos processos.

O Juiz de Direito Felippe Monteiro Horta, que atualmente está à frente da Assessoria de Precatórios, destaca que o projeto foi idealizado e coordenado pela juíza Marlúcia Ferraz Moulin, enquanto esteve à frente da Assessoria.

Pessoas interessadas na movimentação das requisições de pagamento podem verificar o andamento dos processos na íntegra, conforme previsto no inciso IV, art. 2º da Resolução 121/2010 do CNJ, através da Consulta Unificada, disponível no site do TJES, no padrão da consulta aos demais processos judiciais.

Saiba mais

Os precatórios são requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário com o objetivo de cobrar dos municípios, estados e da União, o pagamento de valores devidos após condenação judicial definitiva.

Para consultar o andamento de um precatório, clique aqui.

Vitória, 14 de novembro de 2018.

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Isabella de Paula | ihpaula@tjes.jus.br

Andréa Resende
Assessora de Comunicação do TJES

imprensa@tjes.jus.br
www.tjes.jus.br