TJES ocupa o 1º lugar no índice de atendimento à demanda entre os tribunais de médio porte

Palácio Renato de Matos, sede do Poder Judiciário do Espírito Santo.

Índice mede a relação entre o número de processos baixados e o número de casos novos apresentados no mesmo período.   

​O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) foi o tribunal estadual de médio porte que teve o melhor desempenho quanto ao índice de atendimento à demanda (IAD), obtendo assim a primeira colocação, ficando em 6º lugar geral no país.

​O TJES registrou um IAD de 160% no 1º grau e de 107% no segundo grau, ficando acima também da média nacional, que foi de 123% para o primeiro grau e de 103% para o segundo grau. Considerando os dois graus de jurisdição, a média nacional foi de 120%, enquanto a do TJES foi de 154,20%.

​A informação é do Relatório Justiça em Números 2020, divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no último dia 25/8 e referem-se a dados do ano de 2019.

​O índice de atendimento à demanda mede a relação entre o número de processos baixados e o número de casos novos apresentados no mesmo período.

Classificação dos tribunais por porte

​A classificação dos tribunais de um mesmo ramo por porte tem por objetivo criar grupos que respeitem as particularidades existentes em um mesmo ramo da justiça.

​O Tribunal de Justiça do Espírito Santo recebeu a classificação de tribunal de médio porte. A categorização dos tribunais em pequeno, médio e grande porte leva em conta variáveis como: despesas totais, casos novos, processos pendentes, número de magistrados, número de servidores e número de trabalhadores auxiliares.

​Na Justiça Estadual, as regiões Sul e Sudeste são compostas basicamente por tribunais de grande porte, com exceção dos Tribunais de Justiça de Santa Catarina e do Espírito Santo, ambos de médio porte.

Justiça em Números

​Em sua 16ª edição, o Relatório Justiça em Números traz informações  detalhadas sobre o desempenho dos órgãos que integram o Poder Judiciário, seus gastos e sua estrutura.

​Abrange todos os ramos da justiça: justiça estadual, justiça federal e justiça do trabalho, justiça eleitoral e justiça militar, reunindo informações dos 90 órgãos do Poder Judiciário, excluídos o Supremo Tribunal Federal e o Conselho Nacional de Justiça.

Vitória, 28 de agosto de 2020

 

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Maira Ferreira | mpferreira@tjes.jus.br

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

imprensa@tjes.jus.br
www.tjes.jus.br